Festival internacional de cinema de Karlovy Vary está à porta

Hotel Thermal Karlovy Vary
Baixar um guia e uma brochura
26. 6. 2014

O maior encontro dos profissionais e entusiastas da cinematografia se realizará na República Tcheca entre 4 e 12 de julho, no ambiente do bonito spa da Boêmia do Oeste e com a presença de Mel Gibson!

O ambiente composto de verão, cidade balneária e a tela de prata mágica do cinema transforma o festival internacional de cinema de Karlovy Vary, um dos festivais cinematográficos da categoria A, numa experiência única. O festival de um ambiente incomparável é visitado anualmente por milhares dos amadores do cinema, que vêm para assistir às projeções das obras interessantes da cinematografia nacional e internacional, e para animar a vida da colunata no centro da cidade por seu entusiasmo. É justo que o ambiente do festival é altamente apreciado pelos visitantes – este é um local, onde poderão encontrar as estrelas do cinema, geralmente vistas no tapete vermelho, lado a lado dos estudantes mochileiros.

Lech Walesa e o realizador do filme de Operação França entre os hóspedes

Este 49°ano do festival trará um desfile das novidades cinematográficas dignas de atenção. O festival abrirá com a estreia do filme americano chamado I Origins, apresentado pessoalmente por Michael Pitt, o protagonista do filme, Mike Cahill, o realizador, e pela actriz Astrid Bergès-Frisbey. O festival culminará em projeção do filme recebido com o maior aplauso pela plateia do festival de Cannes deste ano, a comédia negra argetina que se chama Relatos selvagens, uma peça da produtora dos irmão Almodóvar.

Na seção principal da mostra competitiva serão apresentados doze filmes, dos quais sete na estréia mundial e cinco na estréia internacional. Não vão faltar dois filmes tchecos - Fair Play e Amanhã para sempre – e pela primeira vez será incluido um filme de animação, que se chama Pedras nos bolsos, da autoria de Signe Baumane, a cineasta da Látvia.

Como uma grande atração é considerada a presença do antigo presidente polaco, Lech Walesa, quem visitará Karlovy Vary na ocasião da exibição duma versão realizadora do filme Walesa: O Homem da esperança, que narra sobre a sua vida. No papel do Walesa  se apresentará Robert Wieckiewicz, e também ele será um dos hóspedes do festival. O Globo de cristal pela contribuição artística extraordinária para a cinematografia mundial será atribuído ao realizador americano William Friedkin conhecido pelos filmes Operação França e O Exorcista. Ele apresentará uma versão restaurada dum dos melhores filmes da cinematografia mundial, O comboio do medo (Sorcerer).

A longa história do festival de Karlovy Vary

Festival internacional de cinema de Karlovy Vary é um dos festivais cinematográficos mais antigos do mundo.  Realizou-se pela primeira vez já em 1946. Durante quatro décadas do comunismo na Tchecoslováquia estava oprimido pela situação política daquela época e tinha que cumprir requerimentos ideológicos dos supremos representantes do poder oficial.

Após o fim do comunismo, o festival que buscava um novo caráter, era confrontado com um desinteresse por parte do público. Uma era positiva começou com a chegada do novo comité organizador (a partir de 1994), chefiado por Jiří Bartoška, um famoso ator tcheco, e Eva Zaoralová, uma reconhecida crítica de cinema. Graças a eles essa mostra cinematográfica  estagnante foi transformada num importante forum cultural e social mundialmente reconhecido, cujo dinamismo conseguiu atrair o público jovem, junto do qual o festival virou um evento de culto.

Favoritos